Prancheta2@2x.jpg

/ O que você vai aprender no Amerek

Módulo I: Fundamentos de Divulgação Científica

(disciplinas obrigatórias)

Introdução à Divulgação Científica: modos, linguagens, modelos, práticas (30hs).
 

O objetivo da disciplina é fornecer aos alunos os elementos fundamentais, bem como o estado da arte internacional, da área da Divulgação Científica: modos, práticas, teorias, funções da DC e, de forma mais ampla, da chamada Comunicação Pública da C&T. Cerca de 60% da carga horária será dedicada a aulas de tipo expositivo e teórico (modelos e teorias da comunicação pública da ciência, relações ciência-públicos, estudos e pesquisas em DC). O restante do curso será composto por debates coletivos, palestras e seminários dos alunos.


Ementa
O que é comunicação pública da C&T, o que é Divulgação Científica: teorias, controvérsias, modelos. Como ler, interpretar, 24 interrogar (e, por fim, comunicar) papers e release de pesquisa. Uso das fontes: checagem, expertise. Como comunicar em situação de risco. Como comunicar em situação de controvérsia. Como comunicar em caso de conflito de interesse. Conhecimentos "leigos", modelos de déficit, contextuais, de rede: teorias e modelos da comunicação pública da ciência. Para além dos modelos “de déficit”, para além dos modelos “dialógicos”. Divulgação da ciência eficaz: o que dizem as pesquisas Práticas e modelos inovadores em DC: estudos de caso.

________________________________

 

Ciência, tecnologia, política e sociedade (30hs)
O objetivo desta disciplina é dúplice. De um lado, fornecer indispensáveis ferramentas conceituais, analíticas, teóricas, que ajudam o comunicador a não cair em armadilhas comuns da divulgação científica (tais como narrativas ingênuas de determinismo tecnológico, econômico, social, de historicismo ou teleologia ingênua, erros de atribuição de causa-efeito em fenômenos complexos, interpretação errada ou simplória de teorias, experimentos, dados, ou falta de checagem das fontes ou de interpretação do contexto e do significado de fatos e teorias científicas, etc.). De outro, a disciplina pretende fornecer exemplos práticos e estudos de casos concretos, de como comunicar a ciência para públicos variados em casos de controvérsias, em caso de elevada percepção de risco, em casos de emergência ou crise sanitária ou socioambiental, etc.

 

Ementa
Conhecimento e crença. Fatos e teorias científicas. O que é a ciência moderna, como funciona. Características da ciência contemporânea. Políticas de C&T, relações CTI e públicos. Sociologia e antropologia do conhecimento. Epistemologia contemporânea. Estudos sociais da ciência e tecnologia (STS): como contribuem com a comunicação da ciência. Determinismo tecnológico, determinismo social, construtivismo: como a C&T afetam a sociedade. Como interpretar dados: as armadilhas do fato científico. Percepção pública da ciência.

________________________________

 

Laboratório de jornalismo científico (30hs)
Objetivo: fornecer os principais elementos e fundamentos do jornalismo científico, no contexto de um treinamento práticos dos alunos.


Ementa

Por que escrever sobre ciência. Formação do jornalista de ciência. Como encontrar notícias sobre ciência. Como propor uma pauta sobre ciência. Como ler a literatura especializada. Como lidar com artigos científicos sob embargo. Como entrevistar pesquisadores. Como cobrir congresso e eventos científicos. Como cobrir controvérsias científicas. Cuidados e preocupações na apuração e redação. Aspectos éticos do jornalismo de ciências. Exercícios práticos: avaliação, planejamento e execução de coberturas sobre ciência.

________________________________

 

História da Cultura Científica (30hs)

 

Estudar e compreender o processo histórico de construção da legitimidade e da autoridade da ciência entre os séculos XVII/XVIII ao século XXI. As formas de difusão da cultura científica e os mecanismos de negociação entre a comunidade científica, o estado e a sociedade.


Ementa

Estudo do processo histórico de construção da legitimidade e da autoridade da ciência, bem como da análise de momentos históricos cruciais no processo de consolidação e difusão da cultura científica, com ênfase na relação ciência, iluminismo e esfera pública; e nas sociedades científicas e financiamento público. Discussão sobre cultura científica e valores associados ao ethos científico. História da ciência em torno de questões estruturantes (astronomia; matéria; energia; evolução; vida e mente) e relacionadas a diversos aspectos (questões pessoais, institucionais ou de contexto, interesse e conflitos com diversas esferas; tecnologias, materiais relacionadas; relações com outros campos do conhecimento/cultural; formas de difusão de ideias/práticas).

________________________________

 

A comunicação de ciência em museus e centros de ciência (30hs)

 

Os professores dessa disciplina atuarão de forma articulada com os vários museus da UFMG, de forma a explorar suas potencialidades enquanto espaços acadêmicos. A disciplina promoverá a análise de artigos publicados sobre o tema, seguida de visitas aos vários museus, acompanhadas de discussão sobre suas especificidades enquanto espaços de educação não formal.


Ementa

O que é um museu de ciência? Modelos, histórias, tipologias dos museus e centros interativos de C&T. Tipos de público. Tipologias e dinâmicas de mediação em museus de ciências. Narrativas de mediação. Técnicas de mediação. Estudos de públicos. Estudos de recepção e de interação. Os públicos como agentes e coautores.

________________________________

 

Produção e interpretação de dados e evidências científicas: significados, limites e riscos (15hs)

 

Objetivo: os alunos aprenderão como não cair em armadilhas ao comunicar e interpretar a ciência, aprofundando metodologias científicas, produção de dados, interpretação de resultados, etc.


Ementa

Fundamentos epistemológicos da construção e avaliação de evidências científica. Como se produz um “fato científico”, como “nascem” dados e evidências. Teorias, modelos, experimentos. Correlações, “causas” e seus perigos. Armadilhas da estatística: amostras, margens de erros, inferências, probabilidade, gráficos. Pesquisa em saúde e sua interpretação. Interpretação de dados das ciências sociais.

________________________________

 

Laboratório de DC em mídias sociais: especificidades, estratégias, desafios (15hs)
Conhecer as principais plataformas e recursos disponíveis para a divulgação das ciências em mídias sociais. Compreender as fases de elaboração do perfil editorial para dialogar com os diversos públicos nas redes sociais. Desenvolver estratégias, técnicas e habilidades de produção e gestão de conteúdos sobre ciências em sites de redes sociais. Discutir a dinâmica de compartilhamento e de mediação algorítmica das redes e mídias sociais. Desenvolver pensamento estratégico para a realização de ações nas redes sociais. Discutir os desafios da divulgação das ciências em ambientes de redes sociais.


Ementa

Características das principais redes e mídias sociais. Técnicas de redação e gestão de conteúdo. As múltiplas formas da linguagem digital (escrita, oral e visual) e as implicações para o conteúdo científico. Hipertextualidade, hipermidialidade e as diferentes camadas informacionais do texto de ciência em ambiente digital. Texto multimodal e a expressão textual em telas múltiplas para a divulgação científica. Algoritmos e conteúdo: uma relação complexa. Nichos, redes e comunidades virtuais sobre ciências.

________________________________

 

Laboratório de produção multimídia (30hs)

 

Trata-se de laboratórios práticos, de ementa aberta, mas focados no treinamento dos alunos para produção de mídias de divulgação científica: documentários, videoclipes, etc.


Ementa: aberta

________________________________

 

Seminários avançados em ciência, cultura e públicos: teorias, experimentos, práticas, inovações (30hs)
Objetivo da disciplina é colocar os alunos em contato com teoria de ponta, experiência inovadoras, ou práticas de sucesso, no engajamento do público e na comunicação pública da ciência. A disciplina terá algumas aulas expositivas e de debate, mas será principalmente composta por seminários, com convidados externos.


Ementa: aberta

________________________________

 

Módulo II: Conceitos e Práticas

(disciplinas optativas)

Laboratório de Comunicação Científica A, B (15hs, 30hs)
(ementa variável)
As disciplinas de Laboratório de Comunicação Científica A e B abordarão a complexidade e o desenvolvimento de competências na comunicação de ciências. Preveem atividades de laboratório nas quais serão desenvolvidas práticas e reflexões críticas da produção de conteúdos em diferentes linguagens midiáticas. Nestas disciplinas propõe-se a abordagem da mediação, a circulação e a produção colaborativa da comunicação de ciências nas diferentes linguagens midiáticas. Sendo disciplinas de ementa variável, podem abordar diferentes aspectos da questão ao longo de suas ofertas.
Exemplos de Laboratórios são:
- Data Journalism e visualização de dados
- Laboratório de redação em comunicação da ciência
- Laboratório de educação em ciências em contextos não formais

________________________________

 

Tópicos em Comunicação da Ciência, A, B (15hs, 30hs)
(ementa variável)
Cada oferta das disciplinas Tópicos em Comunicação da Ciência tratará de temáticas diversas, como questões e conflitos ambientais, educação, neurociência, saúde e tecnociências, bioética, relações raciais, inteligência artificial, violência e desigualdade, políticas em C&T. Alguns exemplos: Neurociência e comunicação pública. Mudanças climáticas e a mídia. Fundamentos de física (química, biologia, etc.) para divulgadores. Divulgação das ciências sociais. Conflitos socioambientais, meio ambiente e públicos. Pesquisas de público: percepção, recepção, avaliação da comunicação da ciência. Comunicação da ciência e tecnologia baseada em evidências.

 

Tópicos: Filosofia da Tecnologia
Descrições dinâmicas das teorias científicas: problemas de construção, de validação e de reformulação. Conhecimento científico e a especificidade do conhecimento tecnológico. O modelo ciência pura / ciência aplicada / tecnologia. Conhecimento tecnológico do tipo científico. Ontologia da tecnologia. Controvérsias: irrefutabilidade na tecnologia; eficácia versus verdade; conhecimento normativo. Contexto da normatização e contexto da realização: o nascimento da tecnologia contemporânea.

 

Tópicos: Análise e produção de material de didático de leitura e produção de textos de divulgação científica
Nesta disciplina vamos trabalhar a estrutura e a composição de textos impressos e digitais dando ênfase aos textos de divulgação científica. Abordaremos diferentes abordagens didáticas da leitura e da produção de textos. Ao longo da disciplina, os alunos analisarão materiais didáticos de leitura e produção de textos, buscando encontrar formas de explorar a leitura e a produção de textos de divulgação científica. Além disso, produzirão materiais, que desenvolvam habilidades de leitura e produção de gêneros textuais multimodais e digitais voltados para a divulgação científica, explorando, para isso, aplicativos digitais diversos.

 

Tópicos: Ciência e Tecnologia com as Plataformas de mídias sociais
Aproximações entre Estudos de Ciência e Tecnologia e estudos em internet. Estudos de Plataforma: um modelo multidimensional para análise de mídias sociais. Métodos Digitais: dimensões tecnopolíticas da pesquisa com dados.

 

Tópicos: feminismo, gênero e ciência
Diálogos entre feminismo, gênero, ciência e tecnologia. Os estudos feministas, os estudos de gênero e suas articulações com os estudos sociais da ciência. Contribuições do Feminismo para a Ciência. Novas possibilidades de comunicação da ciência a partir de um viés feminista inclusivo e de outras perspectivas politicamente situadas.

________________________________

 

Tópicos avançados em museus e centros de ciência (30hs)


Ementa: aberta

________________________________

 

Transmídia e Divulgação Científica (30hs)

 

Aspectos teórico-metodológicos e empírico-conceituais da dinâmica transmídia; planejamento e análise transmídia; estudo de caso na área de divulgação científica.

 

________________________________

 

Narrando a ciência: técnicas de storytelling (15hs)

 

Compreender a narrativa como conceito e como prática para explorar técnicas de storytelling para narrativas científicas. Desenvolver produtos de divulgação científica em perspectiva narrativa para diferentes meios, formatos e plataformas.

 


Ementa

Estrutura da narrativa, formas de narrativas e a narrativa sobre ciências. Narrativa como mediação. Narrativa e imaginário. Narrativas midiáticas e narrativas ficcionais: diálogos possíveis com a ciência. Narrativas em ambientes digitais.

________________________________

 

Comunicação do risco, comunicação em situação de risco (15hs)
Risco e como os diferentes modelos conceituais sobre ciência e realidade refletem no debate contemporâneo. Sociedade de risco e a perspectiva sociológica. Percepção, conceitos e perspectivas metodológicas. A abordagem da amplificação social do risco. Comunicação de risco. Coprodução e co-disseminação de conhecimento.


Ementa

O curso é estruturado em dois enfoques teórico-analíticos: percepção e comunicação de risco. O primeiro apresenta e discute como as percepções são construídas e que elementos delineiam as diferentes formas pelas quais os indivíduos elaboram conexões e compreensões acerca dos riscos (ambientais, tecnológicos) com a vida real. O segundo, a partir de experiências relacionadas a riscos, incertezas e ameaças à qualidade de vida associados ao modelo de desenvolvimento atual, transformações urbanas e tecnologias emergentes, discute comunicação de risco, estratégias, potencialidades e limitações, na necessidade de romper o modelo de déficit de conhecimento e impulsionar estratégias de coprodução e co-disseminação de conhecimento.

________________________________

 

Comunicação das ciências em instituições de pesquisa (15hs)

 

As instituições de ensino e/ou pesquisa são importantes atores na comunicação das ciências. O objetivo da disciplina é discutir os contextos atuais nos quais se processa o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação, no país e no exterior, passando pelos principais conceitos, indicadores e espaços. Serão abordadas as dinâmicas da comunicação da ciência no âmbito das organizações públicas e privadas, o papel das assessorias de comunicação e elementos de um planejamento de comunicação organizacional.

 


Ementa

Conceitos e organizações da pesquisa e da inovação. Indicadores de ciência e tecnologia. Atores e espaços de ciência, tecnologia e inovação. A comunicação da ciência no âmbito das organizações. Audiência em projetos de divulgação da ciência e da tecnologia. Principais elementos do planejamento de comunicação organizacional. Monitoramento e avaliação de resultados.

________________________________

 

Oficina de Podcast e ciência no rádio (30hs)

 

Pesquisar, produzir e divulgar pílulas de conteúdo científico para rádio e podcast. Desenvolver habilidades para criação e desenvolvimento de narrativas científicas em áudio em diferentes formatos. Compreender a ambiência do conteúdo em aúdio digital e a potencialidade dos podcasts de longa duração para a divulgação científica. Conhecer as dinâmicas de mediação algorítmica para podcasts.

 


Ementa

Ciência no rádio: desafios do conteúdo em áudio. Podcasts de ciência e o universo digital: pesquisa, roteiro, conteúdo e compartilhamento. Técnicas de engajamento e criação de comunidades. Algoritmos e mediação de conteúdo: técnicas de ampliação da audiência.

________________________________

 

Oficina: videoblogs, youtube: a ciência em vídeo (30hs)

Compreender a ambiência audiovisual digital e a potencialidade dos vídeos para a divulgação científica. Desenvolver habilidades para criação e desenvolvimento de canais em plataformas digitais de audiovisual. Conhecer as dinâmicas de mediação algorítmica de plataformas como o YouTube.


Ementa

Os vídeos de ciência e o universo digital: pesquisa, roteiro, conteúdo e compartilhamento. Técnicas de engajamento e criação de comunidades. Algoritmos e mediação de conteúdo: técnicas de ampliação da audiência.

________________________________

 

Ciência cidadã (15hs)
Disciplina teórico-prática, interdisciplinar, que visa desenvolver nos estudantes habilidades para compreensão e análise de conceitos sobre a Ciência Cidadã (CC), e seu papel na construção da cidadania científica, e para o planejamento e desenvolvimento de projetos científicos envolvendo voluntários não acadêmicos. Serão apresentados conceitos sobre ciência, ciência cidadã, letramento científico e cidadania científica. Exemplos de diferentes modelos de projetos de CC. Estratégias e mecanismos de intervenção social para o engajamento de voluntários em projetos de CC, e métodos de avaliação desses projetos. Os estudantes também serão desafiados a criar um projeto de CC em suas áreas de conhecimento.

________________________________

 

Av. Presidente Antônio Carlos, 6627 -Pampulha - Belo Horizonte, MG