Prancheta8@2x(1).jpg

Professor Yurij Castelfranchi, coordenador do Curso de especialização em comunicação da ciência Amerek, explica a Força Tarefa Amerek

/ O que é a Força Tarefa Amerek?

 

A Força Tarefa Amerek-UFMG é um coletivo de cientistas, jornalistas, divulgadores voluntários. Inicialmente formada por uns 30 alunos e professores do Curso de Especialização em Comunicação Pública da Ciência (o “Amerek”) e da Formação Transversal em Divulgação Científica da UFMG, a força-tarefa foi crescendo com o apoio de pesquisadores e divulgadores de outros cursos e também outras instituições. Hoje somos dezenas de pessoas, profissionais e estudantes de diversas áreas das ciências e da comunicação de quase todas as regiões do Brasil.

membros 2 22 08.jpg

Nosso objetivo? Não apenas informar sobre a pandemia e o novo coronavirus, porque a informação, sozinha, não ajuda a resolver o problema das mentiras e da desinformação online, e porque a informação sozinha às vezes nos faz sentir impotentes e perdidos. Queremos construir pontes entre a ciência, a comunicação e a população que ajudem não só a compreender melhor o que está acontecendo, mas também a decidir o que fazer, juntos, coletivamente, na mobilização e na solidariedade.

 

Como fazemos isso? Produzindo e difundindo não toda e qualquer notícia ou informação sobre o vírus, mas aquelas que ajudam as pessoas a agir concretamente, aquelas que são compreensíveis e utilizáveis grupos de pessoas específicos, que tem dúvidas e demandas específicas.

amerek 3.jpg

Nosso público são as pessoas que não costumam ler editoriais de grandes jornais ou colunas de intelectuais famosos, que não costumam assistir programas de ciência em TV por assinatura, não recebem notícias de universidades e instituições de pesquisa, mas que acabam encontrando informação, às vezes incorreta e perigosas, em seu celular, em conversa com familiares, nas redes sociais que frequentam. Nosso público são pessoas e movimentos sociais que tentam organizar a solidariedade nas periferias das cidades, nas roças. São idosos, imigrantes, indígenas. Para comunicar com cada um desses grupos, antes de comunicar, a Força-Tarefa Amerek escuta: dúvidas, necessidades, problemas.

 

Somos um curso transdisciplinar para formar uma geração nova de divulgadores da ciência: acreditamos que a nova divulgação será transdisciplinar, local, engajada, feita para construir diálogo, parcerias, cidadania, não apenas para transmitir conhecimento.

Com as atividades normais de comunicação da UFMG, normalmente conseguimos alcançar mais um público que já está muito perto do mundo acadêmico. Decidimos não reproduzir a comunicação institucional, das universidades e dos cientistas, mas produzir uma divulgação com uma linguagem simples, informal, mais próxima da linguagem oral do que de um artigo escrito.

 

Produzimos áudios, imagens, mini-vídeos na linguagem e com base nas necessidades específica de nossos públicos. E, quando já existe material bom circulando nas redes, o repassamos para nosso comitê científico: se for confiável, compreensível, útil e interessante para nossos públicos, o divulgamos. 

 

Nossos aliados no esforço? O Instituto Serrapilheira, que apoia o Curso Amerek, a Fapemig, o Instituto de Estudos Avançados Transdisciplinares da UFMG, e cientistas e comunicadores de uma dúzia de instituições diferentes.

Confira nosso material, aqui no site e nas redes: Instagram, Facebook, Twitter e Youtube.

 

/ Comitê Técnico-Científico

*Adlane Vilas-Boas - professora do Departamento de Genética, Ecologia e Evolução – Instituto de Ciências Biológicas. Núcleo de Educação e Comunicação em Ciências da Vida (Neducom) UFMG
*Ana Flávia Moreira Santos -  professora do Dept. de Arqueologia e Antropologia - UFMG
*Bernardo Esteves -  jornalista científico da revista Piauí e professor do Amerek/UFMG
*Bernardo Jefferson de Oliveira - professor da Faculdade de Educação, Historiador da ciência.
*Carlos d'Andréa -  professor do Departamento de Comunicação da UFMG e coordenador do grupo R-EST - estudos redes sociotécnicas

*Estevam Barbosa de Las Casas -  diretor do IEAT/UFMG, professor do Departamento de Engenharia de Estruturas (DEES/UFMG).

*Geane Carvalho Alzamora - professora do Departamento de Comunicação Social da Faculdade de Ciências Humanas da UFMG, Núcleo de Conexões Intermídia

*Hugo Fernandes - biólogo, UECE, orientador do Amerek/UFMG e diretor do Science Vlogs Brasil
*Joana Ziller - professora do Programa de Pós Graduação em Comunicação da UFMG, membro do  Núcleo de Pesquisa em Conexões Intermidiáticas (NucCon)  e  Grupo de Estudos sobre Lesbianidades (GEL) - UFMG
*Liza Felicori - professora adjunta do Departamento de Bioquímica e Imunologia, Instituto de Ciências Biológicas - UFMG
*Marden Campos - professor do Departamento de Sociologia da UFMG, pesquisador do Observatório Social da Covid-19, e docente do Amerek
*Nina da Hora - cientista da computação, pesquisadora de novas possibilidades (PUC-Rio)
*Rafael Bento da Silva Soares - biólogo, doutor em Biotecnologia, estrategista de conteúdo na NuminaLabs, professor convidado Departamento de Genética, Evolução e Bioagentes da Unicamp.
*Rafaela da Rosa Ribeiro - doutora em biologia celular, Ospedale San Raffaele, Milão, Itália.
*Ricardo Takahashi – professor do Dep. de Matemática e membro da Força-Tarefa de Modelagem da Covid-19 da UFMG.
*Vanessa Oliveira Fagundes - Jornalista e pesquisadora. Coordenadora do Programa de Comunicação Científica da FAPEMIG.

Siga a Força - Tarefa nas redes